Google
 

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

FORA DE TEMPO

Eu sei que o brasileiro acabou há tempos.

Entretanto, não estava com saco, digo, tempo de escrever. Na verdade, continuo sem o mesmo "tempo", mas vamos lá.

Parabéns ao SP, ganhou o sexto título, o terceiro seguido. Isso é fruto de um trabalho sério e competente, que deve seguir de exemplo a todos os outros clubes do Brasil.

O Flamengo, hahaha, não foi para a libertadores, que peninha!!!! Mas ficou com a Sulamericana. Não conseguiu fazer o dever de casa e se deu mal.

Ganhou a mesma coisa que o Flu. (afinal, o que começa com fla e termina com flu? - a resposta virá no próximo post)

Vasco caiu. hahahahaaha. Pagaram por um erro de mais de 15 anos (Eurico Miranda).

Botafogo - mero coadjuvante.

Santos - tem que voltar a ser grande.

Inter - Uma das maiores decepções deste Brasileiro, mas ganhou a Sulamericana. (e daí)

Grêmio - com um time de mer... e com celso Roth, fez milagres!!! Parabéns.

Palmeiras, com luxa, mandou bem... Esse cara faz milagres.

seleção do campeonato:

1- Marcos
2- Vitor
3- Thiago Silva
4- Miranda
5- não sei
6- não sei
7- não sei
8- Arouca (eu sou fã)
9- Washigton
10- Alex
11- Borges

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Acabou...

Mais um Brasileirão, com o patético esquema de pontos corridos, chegou ao fim.



Não consigo compreender porque é que tanta gente boa insiste que é a fórmula mais justa. Um time que pipoca quando tem pressão, mas que possui sonolenta regularidade, ser campeão é a manifestação da justiça?



Vamos aos destaques:



São Paulo - Campeão. Aliás, tricampeão. O São Paulo é o icone desta fórmula chata. O time não tem um craque e joga burocraticamente. Está errado ele? Não. Campeão com méritos, o time aposta na formula de não contratar bandidos, jogadores fortes e a força da torcida. Parabens ao campeão.



Grêmio. Com um timeco, e um técnico que certamente ouviria gritos de "Cala a boca" se começasse a orientar a minha pelada, conseguiu o vice campeonato. Boa sorte na Libertadores do ano que vem. Vai precisar.



Inter. Não chegou, mas jogou de sacanagem boa parte do campeonato. Bom time, e se jogar com o titular ano que vem, vai dar trabalho.



Fluminense. Mais um que jogou de sacanagem grande parte do campeonato. Tivesse o aproveitamento do time titular no campeonato inteiro, teria sido vice. Conseguiu boa arrancada no final. Termina o ano com a alcunha de "O Terror do Campeão".





Destaques negativos:



Palmeiras, e Cruzeiro. Com bons times e dedicação exclusiva, deixaram a desejar. Conseguiram vaga na Libertadores, que serve como um "cala a boca" para a torcida.



Flamengo. Na mesma situação, mas sem a vaga. Pelo menos o clube demosntrou estar unido. com a ameaça de morte caso vencesse o Patético Pr, o time nem arriscou...



Vasco. Os portugueses estão tristes. A desgraça era previsível. Não só este ano, mas nos últimos também. Triste fim de carreira para o Edmundo, não merecia. Triste início de presidência para o Roberto, que tem culpa, mas não é o grande vilão da queda. Tristeza dos vascaínos, que em meio à humilhação e chacota, viram um dos seus ensaiar o suicídio. Acontece... Agora é jogar a série B e tentar retornar...



Seleção do Campeonato (pq a do globoesporte foi brincadeira....)



1 - Bruno

2 - Gabriel

3 - Thiago Silva

4 - André Dias

6 - Kleber

5 - Ibson

8 - Cícero

7 - Jorge Wagner

10 - Thiago Neves

9 - Adriano

11 - Washington



______________________________________







Thales Ferri Schoedl, promotor acusado de assassinato, que foi criticado pela mídia por responder em liberdade, foi absolvido.



A atuação da imprensa nestes casos é realmente patética, apelativa e sensacionalista.



Ele foi chamado de assassino, playboy, criaram movimentos dizendo que era um absurdo um promotor andar armado, etc.



Para citar apenas alguns trechos, Marcelo José Guimarães Garcia, testemunha presencial, revelou que as vítimas diziam “vem, de desafiando: volta aqui” (fls. 750/755 dos autos). A própria vítima Felipe Siqueira Souza disse que “não houve nenhum momento em que Thales investiu contra o grupo”, tendo inclusive admitido que “quis 'dar o bote' para desarmar Thales...” (fls. 278). Ricardo Santos Pereira Lima disse que Thales “saiu de costas, andando e, de repente, sacou a arma e deu um tiro pro chão e daí os dois continuaram indo pra cima dele e ele continuou se afastando” (fls. 774/749). Rodrigo Fidelis testemunhou que “mesmo com o tiro de advertência, não tiveram medo da arma. ... eles começaram a ir pra cima dele. Eu fiquei abaixado e o Thales começou a correr, ele corria e atirava em direção deles.” (fls. 772/780). Pedro Pasin testemunhou que “os dois partiram pra cima do acusado que recuou, em seguida viu o acusado sacando de uma arma ... mas os dois rapazes foram atrás e um deles inclusive tentava agarrar o acusado com as mãos, mas ele conseguia desviar ... as duas vítimas iam atrás, a multidão que no local estava chegava a dizer 'mata mata' mesmo porque diziam que os tiros eram de espoleta e que a arma seria de brinquedo.” (fls. 1249/1250).



A imprensa tem que melhorar. Mais que isso, o senso crítico dos que à leem ou ouvem. Os idiotas tem se proliferado com velocidade inacreditável...



Cada vez mais eu gosto dos juristas criticados pela mídia, encabeçados pelo Marco Aurélio e pelo Gilmar Mendes...



É isso...



Fura Olho

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Diversos...

Prezados,

Após mais um período afastado por falta de tempo, cá estou eu.

Futebol:

O campeonato vai chegando ao fim, e mais uma vez tivemos o desprazer de aturar um campeonato nacional por pontos corridos. "Ah, o deste ano está emocionante..." Não, não está! Está uma desgraça. Dois times lutando pelo título, libertadores já definida (alguém acha que o Flamengo chega?), e apenas uma vaga para o rebaixamento (Vasco não escapa).

São Paulo manteve as atuações medíocres e constantes, e provavelmente irá levar seu sexto caneco.

Flamengo até que veio bem, mas foi prejudicado pela síndrome de Botafogo. Botafogo teve mais um ano ridículo. Vasco foi prejudicado pelo Eurico, e os torcedores idiotas vão creditar o rebaixamento ao Dinamite. Fluminense adotou a estratégia errada. Se nos jogos em que atuou com o time reserva, quando levou 2 pontos de 30 disputados, tivesse entrado com o titular, com o aproveitamento atual estaria em segundo, na frente do Grêmio. Vai ter que se contentar em ser o "Terror do Campeão".

Direito:

Estamos na semana (que são duas) da conciliação. A intenção se passa por nobre, mas não é. A conciliação deve ser fomentada sempre. O que temos agora, pelo menos no Rio, são um bando de ônibus/Varas/Juizados, no sol de 40 graus, obrigando os advogados e partes a ficarem lá o dia inteiro, quando poderiam estar agilizando seus processos que ficaram parados por causa da absurda greve dos servidores do Judiciário.







Cultura:

Finalmente acabou a desgraça do "High School Musical". Se ao menos o "High" fosse uma referência aos entorpecentes costumeiramente utilizados por estudantes, o filme poderia ser uma boa comédia.

A trilogia termina em evidência, graças às fotos (ao redor) "desinibidas" que a estrela da série mandou para o seu namorado, mas que vazaram. O que diga-se, sempre ocorre com este tipo de foto.

Tomei a liberdade de inserir uma tarja na foto em que a mesma encontra-se nua, para não ofender quem não goste, e para evitar o acesso dos nossos inúmeros leitores que ainda não tem 18 anos.

Ainda em cultura, em breve teremos uma peça em cartaz com o mais novo fenômeno/revelação do teatro carioca. Vai ficar o suspense. Em breve, maiores informações.





Política:

Que marola forte, hein, Presidente Lulla. Já dizia o antigo ditado dos monges tibetanos: "Quem não abre a boca, tem menos chance de falar besteira.

Calote do Equador? Só podem estar de sacanagem brincadeira. É Bolívia, é Paraguai...

É isso...

Em breve de volta com mais besteiras pertinentes...

Fura Olho


Para finalizar, e atendendo a pedidos, o cofrinho (este involuntário - sejamos justos) da "estrela" do High School Musical (Não, não sei o nome dela e não quis perdeu meu tempo procurando no Google. Algum retardado perto de você deve saber, é só perguntar).